Lauro de Freitas implanta sistema de tramitação eletrônica

Cidade se torna uma das prefeituras do país que estão eliminando o papel em seus processos

O município de Lauro de Freitas deflagrou neste mês de junho, a implantação de um projeto de tramitação eletrônica. Com a iniciativa, a cidade se torna uma das prefeituras do país que estão eliminando o papel em seus processos, graças ao SEI (Sistema Eletrônico de Informações). O projeto conta com o apoio do governo estadual e do Ministério da Gestão e Inovação.

Para a prefeita de Lauro de Freitas, o projeto é mais uma entrega que traz oportunidade de melhoria para a qualidade dos nossos serviços e do atendimento ao cidadão, estamos no início de um processo muito rentável e que atende à nossa necessidade cada vez maior de garantir um meio ambiente mais sadio. “Somos muito gratos pela oportunidade que o governo estadual e o Ministério estão nos oferecendo e podem ter certeza que vamos fazer uma revolução nos nossos ambientes de trabalho com esta tecnologia”, ressaltou a prefeita.  


 
O Sistema Eletrônico de Informações foi desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), e adotado em 2017 pelo governo do estado para a tramitação eletrônica de processos e documentos administrativos. Desde então, a solução já permitiu ao governo baiano uma economia direta de mais de R$ 208 milhões, além de proporcionar a preservação de mais de 50 mil árvores com a redução no consumo de papel.

A proposta destaca amplamente os ganhos econômicos e ambientais que a cidade irá adquirir através da implantação do SEI. “Com este projeto, Lauro de Freitas tem condição de fazer história como parte do processo de transformação digital da Bahia” disse o secretário da Administração, Edelvino Góes. Além disso, o município também foi o primeiro da Bahia a disponibilizar o acesso a um serviço público (no caso, o IPTU) por meio da plataforma eletrônica “ba.gov”, do governo estadual. A adoção das duas soluções pelo município foi viabilizada por meio da assinatura de um termo de cooperação, em fevereiro deste ano, entre a prefeitura e a Secretaria da Administração do Estado da Bahia (Saeb).

A expectativa é de que as equipes do Estado possam transferir a expertise obtida com o sistema para as administrações municipais. Além disso, a cooperação com o Ministério da Gestão e Inovação irá permitir ao Estado gerir as cessões de uso do sistema e a transferência de códigos fontes para os municípios. Para completar, uma parceria com a Prodeb vai viabilizar a infraestrutura para implantação do software, com serviços na área de suporte e hospedagem de dados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Article

Trancoso, na Bahia: o que visitar, praias e como chegar

Next Article

Enoturismo na Bahia: quais vinícolas visitar?

Related Posts