Quais são seus direitos em caso de problemas no embarque aéreo?

Pensando em facilitar a vida dos viajantes, elencamos oito dicas para ajudá-los a reivindicar seus direitos em caso de problemas com voos
Gol Linhas Aéreas

Se você for afetado por longos atrasos ou cancelamentos de voos em alguma viagem neste final de ano, saiba que pode receber uma compensação financeira pelos transtornos sofridos. Para isso, é importante estar atento sobre os direitos dos passageiros aéreos no Brasil e reunir comprovações que possam auxiliar na solicitação de indenização junto à companhia aérea responsável.

Pensando em facilitar a vida dos viajantes, elencamos oito dicas para ajudá-los a reivindicar seus direitos em caso de problemas com voos:

  1. Entenda seus direitos

Quem voa no Brasil está amparado pelo Código de Defesa do Consumidor e pela legislação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que são os instrumentos jurídicos mais relevantes para o passageiro. Essas leis definem claramente as responsabilidades das companhias aéreas para com seus clientes sempre que houver problemas de voo. São elas o direito à informação; direito à assistência material; direito à reacomodação ou reembolso; direitos em caso de overbooking; e direitos de Passageiro com Necessidade de Assistência Especial (PNAE).

Os viajantes podem ainda solicitar indenização se tiverem sido afetados em até cinco anos após o incidente em voos domésticos e até dois anos em voos internacionais.

  1. Questione o atraso do voo

Não hesite em perguntar o motivo do atraso do voo. Caso a espera seja de responsabilidade da companhia aérea (por exemplo, falta de tripulação ou problemas de manutenção da aeronave), essa é uma situação cabível para compensação de voo. Já eventos extraordinários, como condições climáticas ou epidemiológicas, podem impedir o pagamento de indenização.

  1. Opte por esperar ou cancelar o voo se o atraso for superior a quatro horas

Se o atraso ocorrer e for superior a quatro horas, cabe ao passageiro aguardar o próximo voo disponível ou solicitar o reembolso do valor da passagem. Independentemente de receber um reembolso, você ainda pode ter direito a uma compensação adicional.

  1. Sua bagagem foi danificada ou extraviada? Veja o que fazer

É recomendado registrar fotos da mala antes de despachar e após o despacho se houver avarias. Caso seja confirmada alguma anormalidade, como dano ou perda da bagagem, informe ao agente da companhia aérea responsável pelo setor das bagagens. Será necessário preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB).

O prazo para retorno da bagagem extraviada é de até 7 dias em caso de voos domésticos e em até 21 dias em caso de voos internacionais.

Se a bagagem for encontrada dentro desse prazo, será entregue ao passageiro no endereço que foi indicado no RIB. Caso a bagagem não seja encontrada, o passageiro deverá ser indenizado pela companhia aérea.

  1. Reúna comprovações do atraso e guarde os recibos de despesas extras

Quanto mais informações sobre o tempo de espera reunir, mais consistente será o seu processo de reclamação com a companhia aérea. Registre uma foto da hora do pouso e do momento em que os portões da companhia aérea abrirem – isso marca a hora oficial de chegada. Se tiver que pagar por acomodação, refeições adicionais, acesso à internet ou qualquer coisa que não precisaria se estivesse no avião, lembre-se que isso pode ser reembolsado. Guarde os recibos em segurança, pois podem ser necessários para comprovação das despesas.

  1. Exija alimentação em casos de voos atrasados por mais de duas horas

Caso esteja aguardando um voo atrasado por mais de duas horas, certifique-se de falar com um membro da companhia aérea de que suas refeições e bebidas serão pagas pela empresa até que possa voar.

  1. Se for necessário, solicite à companhia aérea que lhe forneça acomodação

Se não houver voos até o dia seguinte, o viajante deverá solicitar à companhia aérea acomodação para pernoite e translado de ida e volta para o hotel. Se estiver em sua cidade natal, o transporte de ida e volta para sua casa deve ser providenciado. Certifique-se de falar com um membro da equipe sobre como garantir isso para evitar ter que passar a noite no aeroporto.

  1. Não aceite qualquer oferta que possa renunciar seus direitos

Leia com atenção qualquer documento que a companhia aérea peça para assinar. Garanta que os seus direitos sejam preservados. Não aceite menos do que a compensação a que tem direito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Article
Cruzeiro marítimo Bahia

Bahia deve receber quase 7 milhões de turistas no verão baiano 2023/2024 

Next Article

Ano Novo 2024: veja 12 lugares para se hospedar em Lauro de Freitas

Related Posts