Cartão-postal de Salvador, Forte São Marcelo já serviu de prisão

Adson Brito*

Lá está ele, belo e majestoso, no meio da Baía de Todos os Santos, o Forte de São Marcelo. Construído sobre um banco de arrecifes e uma coroa de areia, a cerca de 300 metros da costa. Único no Brasil, em formato cilíndrico circular. Inspirado no Forte de São Lourenço, em Portugal. Também chamado de Forte de Nossa Senhora do Pópulo.

Chamado, carinhosamente pelos baianos, de Forte do Mar. Foi apelidado pelo escritor Jorge Amado como “Umbigo da Bahia”, devido à sua localização, no meio do mar. O primitivo forte, datava do século XVII e foi construído em 1623. Curiosidade: o primeiro forte era de madeira. A construção do Forte de São Marcelo no meio da Baía de Todos os Santos, era uma posição estratégica, de onde poderia lançar tiros em qualquer direção da cidade de Salvador.

No ano de 1624, a fortaleza foi invadida e ocupado pelos holandeses. Os invasores, comandados por Piet Hein, dispararam poderosas granadas contra a cidade de Salvador, em uma demonstração de poderio bélico. No ano seguinte, em 1625, os holandeses foram expulsos. No ano de 1837, serviu de prisão política para Francisco Sabino Álvares da Rocha Vieira Barrosos, líder da revolução republicana Sabinada.

Na fortaleza também ficou preso, o líder da Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos (1835-1845), Bento Gonçalves. Por ser considerada a prisão mais segura do país, mesmo assim, Bento Gonçalves, que ficou preso durante 5 meses, conseguiu fugir, com a ajuda da Maçonaria, aliada dos republicanos.

Também serviu de prisão, para presos políticos, como os líderes da Revolta dos Malês, ocorrida em Salvador, no ano de 1835. A partir de 1855, passou a ser administrado pela Marinha do Brasil. Na histórica e secular fortaleza, até o ano de 1861, funcionou um depósito de pólvora. Em 2006 foi aberto para visitação pública.

Muitos perguntam sobre um túnel que liga o Forte de São Marcelo ao prédio do Mercado Modelo. Tal túnel, que alimenta a fantasia de baianos e turistas, não existe. É lenda. Forte de São Marcelo, um dos encantos da nossa Bahia!

*Adson Brito é professor de História com formação em Psicologia e Filosofia. Texto reproduzido da página do Facebook Salvador Tem Muitas Histórias, mantida por ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.