Aldeia Hippie de Arembepe ainda resiste ao tempo

Aldeia Hippie Arembepe

O sonho não acabou! É a sensação que muitos têm quando chegam na paradisíaca Aldeia Hippie de Arembepe. Outros dizem que o paraíso perdeu seus encantos dos anos 60 e 70.

O que fazer em Praia do Forte?
Castelo Garcia D´Ávila, em Praia do Forte, era local de tortura de negros

Localizada em Camaçari, município baiano, a 30 quilômetros de Salvador. O cenário ainda inspira: clima bucólico, dunas de areia e cercado de coqueiros. Ali vivem hippies que resistentemente cultivam a filosofia de respeito à natureza, o cultivo à paz universal e a sintonia cósmica.

Vivendo basicamente da comercialização dos seus artesanatos, o povo hippie é adepto da contracultura. Não se sabe ao certo quando chegaram os primeiros mochileiros ao local. Há quem diga que chegaram nos anos 60. Antes, a aldeia, era uma vila de pescadores.

Quando “descoberta” a pacata aldeia passou a abrigar uma galera que buscava uma vida alternativa. Além dos hippies, o espaço serviu de ninho para escritores, músicos, pintores, intelectuais, dentre outros que estavam cansados da agitação e fumaceiro (dos veículos motorizados) da “cidade grande”.

Os olhos do mundo inteiro estavam voltados para a Aldeia Hippie de Arembepe, pois o local foi invadido por anônimos e famosos. Alguns famosos que batiam ponto na aldeia: Tim Maia, Ney Matogrosso, Rita Lee, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethânia…

E mais: Wally Salomão, Glauber Rocha, Raul Seixas, Jorge Amado, Vinícius de Moares, Baby do Brasil, os Novos Baianos, só para citar alguns. Estrelas internacionais também passaram pelo lendário local: Mick Jagger, Jack Nicholson, Roman Polanski, dentre outros.

E nos anos 70 la esteve a lendária Janis Joplin.

Apesar da modernidade e o avanço tecnológico estarem chegando ao local, a Aldeia Hippie de Arembepe é um dos poucos lugares do mundo que ainda cultiva a filosofia de “vida hippie”.

*Adson Brito é professor de História com formação em Psicologia e Filosofia. Texto reproduzido da página do Facebook Salvador Tem Muitas Histórias, mantida por ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.